Categorias
X

    Esse é o primeiro cabeçalho cabeçalho rotativo e talvez seja o único que eu não precise acrescentar nenhuma palavra à poesia (música) a qual me inspirei pra criá-lo.

  • Blogando18 de maio de 2017

    Diferenças entre os WordPress

    Ultimamente a migração do blogger para o WordPress tem aumentado bastante. Embora ambas sejam plataformas voltadas para blogs, o WordPress ainda causa um estranhamento em quem acabou de sair do Blogger, pois a liguagem é um pouco diferente e existem algumas ferramentas que não existem no WordPress.

    Como eu trabalho somente com WP para programação, é constante as questões que recebo de clientes que acabaram de fazer essa migração e têm dúvidas de como funciona essa plataforma.

    Então aqui eu vou esclarecer a maior dúvida de quem deseja mudar de plataforma: qual a diferença entre eles?

    WordPress.com

    Na verdade, o WordPress é uma hospedagem gratuita que usa o WordPress.org como plataforma. Essa hospedagem é extremamente estável, tornando difícil a queda do servidor com o tráfego que seu blog pode gerar. Além disso, o serviço cria backups mensais gratuitamente pra você, tornando nulo o risco de perder seus posts.

    Qualquer pessoa pode se cadastrar no WordPress.com sem pagar absolutamente nada e usufruir das muitas ferramentas que o WordPress.com oferece (como backup automático, painel com estatísticas, botões de compartilhamento etc.). Mas existem algumas limitações, as quais você deverá pagar determinados valores para poder expandir sua usabilidade dentro da plataforma.

    Por ser uma hospedagem gratuita, existem alguns poréns:

    • Você não paga nada pra usar, mas eles precisam de uma renda pra poder manter o servidor que você estará usando, então seu blog vai ter publicidade. E nenhuma porcentagem dessa publicidade vai pra ti. É tudo para o WordPress.com. Claro que existe a opção de não exibir essas publicidade no seu blog, mas você terá de pagar por isso.
    • Por falar em monetização, não é possível inserir nenhum tipo de publicidade, sendo impossível receber alguma renda com o blog de alguma forma. A não ser que você tenha uma determinada quantidade de views por mês, aí sim. Mas dessa forma você terá que dividir sua monetização com o WordPress.
    • A empresa alega que para manter a segurança dos servidores é necessário ter algumas precauções. Como isso te afeta? Bom, você não está autorizado a instalar plugins nem temas, muito menos mexer diretamente em qualquer arquivo que tenha enviado para o servidor.
    • Tudo lá é bem limitado, inclusive ao que se diz ao tema que você pode usar. É impossível instalar novos temas no WordPress.com, só sendo possível utilizar os que a própria plataforma te oferece (alguns pagos, outros gratuitos). Seja lá qual for o tema que você escolher (free ou não), você não pode modificar o código CSS e personalização é bastante limitada (alguns temas não permitem nem modificar as cores).
    • Por não poder usar links personalizados (nem códigos Java, muito utilizados para propagandas) dentro do tema ou do blog, você não poderá usar qualquer ferramenta de analytics, tendo que ficar satisfeito com o painel que o próprio WordPress lhe oferece.
    • A não ser que você compre um domínio, o endereço do seu blog sempre terá .wordpress.com no final.

    WordPress.org

    Na verdade, o WordPress.org é o site onde a empresa publica atualizações, informações sobre a plataforma, dúvidas, códigos que podem te ajudar e é lá onde você pode fazer o download da plataforma. Diferente do WordPress.com, você deverá ter uma hospedagem juntamente com um domínio pra poder instalar o WordPress sem necessidade de cadastro.

    Você pode instalar plugins e temas que você tenha comprado ou baixado em qualquer lugar, usar FTP pra gerenciar seus arquivos (como mover uma imagem de lugar dentro do servidor, por exemplo), personalizar conforme as necessidades visuais da sua marca, inserir banners para propagandas etc. Ou seja, você tem mais liberdade por ter uma hospedagem própria.

    Lembre-se que a escolha da hospedagem é importantíssima pra que seu blog não fique fora do ar por instabilidade do servidor (o que não acontece com o WordPress.com, pois seu blog fica hospedado em centenas de servidos pra que isso não aconteça).

    Afinal, qual devo usar?

    Tenho tendência a dizer que escolha o .org, mas existem algumas coisas que você deve refletir antes de escolher qual das duas plataformas você deve optar.

    Aqui vai algumas dicas que podem te ajudar na sua escolha:

    Indico o WordPress.com para:

    pessoas que estão começando o blog agora, e que pretendem aprender melhor sobre como utilizar o WordPress pra ter certeza se é isso mesmo que desejam;
    blogs pequenos e reservados (familiares, por exemplo), que não tenha como objetivo alcançar muita gente;
    se você não pretende receber renda por agora e ainda não tem como investir no seu blog atualmente.

    Já o WordPress.org:

    Se você já tem um alcance razoável de leitores;
    Para pessoas que desejam ganhar alguma renda com o blog;
    Se deseja ter mais liberdade de personalização.

    Pra facilitar a vida de seus clientes, muitas hospedagens já disponibilizam um instalador pra que você não tenha nenhum trabalho pra instalar o WordPress.

    Muitas hospedagem usam o Softaculous (um sistema que te facilita na instalação de aplicativos na sua hospedagem) como instalador do WordPress. Se esse for o caso, deixo abaixo o link de como instalar.

    Aqui vão alguns outros links de instalação de outras hospedagens conhecidas.

    Caso sua hospedagem não esteja na lista acima ou ela não tenha o Softaculous, entre em contato com a galera da hospedagem solicitando a instalação que geralmente eles fazem pra você.

    Assine a Newsletter e receba acesso ao Freebies D’Ella, onde você poderá encontrar tutoriais para os primeiros passos na plataforma. Eis os tópicos:

    Aqui estão os tópicos apresentados:

    1 – Como importar os arquivos do blogger e exportar para o WordPress.
    2 – Glossário: tags, categorias, plugins, páginas, posts, temas e biblioteca de mídia
    3 – Configurações iniciais: como mudar o nome do blog, descrição, quantidade de posts por página e o permalink.
    4 – Criando um novo usuário e diferença entre eles.
    5 – Instalando um novo tema.

    E aí, deu pra entender a diferença?
    Se ainda tiver alguma dúvida quanto a isso, não se acanhe e deixe sua dúvida nos comentários abaixo!

    Explore:
    Escrito por Ella Jardim
    Carioca, 24 anos e formada em Design de Interiores, apaixonada por moda, mas escolheu o Design Gráfico e a Fotografia pra se comunicar e transformar, de alguma forma, a vida das pessoas online.
    Cabeçalho Rotativo 18 de maio de 2017

    Esse é o primeiro cabeçalho cabeçalho rotativo e talvez seja o único que eu não precise acrescentar nenhuma palavra à poesia (música) a qual me inspirei pra criá-lo.

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.



    *

    assine a newsletter e receba toda semana muito amor e dicas pra fazer seu blog crescer e deixá-lo ainda mais com sua cara, além de acesso grátis a:

  • Templates de banners
    Vários templates lindos de diversos estilos e temas pra você usar nos posts do seu blog, no Instagram e no Pinterest. É só baixar e editar!
  • E-books & Tutoriais
    Conteúdos exclusivos pra te ajudar em várias áreas do seu blog, sem contar com as listas de tutoriais e códigos pra deixar seu blog mais dinâmico
  • Gráficos diversos
    Se você acha que não tem dom pra montar elementos gráficos pra suas fotos, pode deixar comigo que eu crio e você usa ;)